João Evangelista da Costa Tenório

Edição: Phablo Monteiro - Fonte: JAF / Vandete Pacheco  Homenagem

 

João Evangelista da Costa Tenório, nasceu no dia 27 de dezembro do ano de 1852. Filho do Sr. Luiz Tenório de Albuquerque Lins e da Dona Anna Luzia da Costa Tenório.

Casa-se com a Sra. Anna de Melo Lins no ano de 1877, tinha 25 anos de idade. De seu casamento teve 13 filhos: Manoel, Luiz, Gastão, Abel, Armando, Aníbal, Otto, Alcides, Alfredo, Lili, Yayá, Nazinha e José.

De família tradicional de senhores de engenho, sua família veio à Alagoas estimulada pela emancipação política do Estado de Alagoas (1817). Segundo relatos do livro 1808, do escritor Laurentino Gomes, a vinda de senhores de engenho de Pernambuco à Alagoas, tinha o intuito de enfraquecer a província de Pernambuco e para isso era oferecido aos interessados uma série de benefícios, inclusive financeiros.

Era senhor de engenho, dono do Engenho Estrela, localizado na cidade Atalaia. Segundo Alves (2012, p. 19) "Engenho de vanguarda, ainda no século XIX, implantou novas tecnologias que viabilizaram a diversificação de produtos, tais como açúcar bruto, rapadura, aguardente e álcool".

"Tempos depois, o Coronel João Evangelista da Costa Tenório, vendeu em pagamentos parcelados, o engenho ao próprio filho, Manoel Tenório, que por sua vez, só assumiu o controle após a morte do pai" (ALVES, 2012, p. 20).

O Engenho Estrela continuou em atividade até o ano de 1978.

João Evangelista da Costa Tenório foi o 8º Intendente (Prefeito da época) a administrar a cidade de Atalaia, entre 1910 a 1912.

Faleceu na cidade de Atalaia no dia 14 de novembro de 1938, aos 85 anos de idade.

Fonte: Usina Ouricuri: de Manoel Tenório ao MST - autor José Alves Filho; Atalaia, último reduto dos Palmarinos - autora Vandete Pacheco; www.myheritage.com.br - por Walter Tenório Nobre; Livro 1808 - autor Laurentino Gomes

Mais Histórias