Atalaia perde Capela em 1890

Edição: Phablo Monteiro - Fonte: Perfil Sócio-Econômico de Capela - Alagoas (Série PRODER)  Historia&Cultura


 

As notícias sobre a primeira penetração no território do atual município de Capela são ainda muito obscuras. Sabe-se que primitivamente, com o nome de Capela e, depois, Paraíba, a povoação pertenceu ao município de Atalaia, ao qual esteve ligada administrativamente até 1890. Presume-se que suas raízes estejam ligadas à construção de uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição, levantada próxima ao local onde hoje se encontra a atual matriz, cujo fundador foi Manoel Ferreira Dessa. E a respeito da data da construção da capela, escreveu o historiador Wenceslau de Almeida: "A absoluta falta de documento impede-nos a precisão do ano em que se iniciou a construção do pequeno templo, presumindo-se, entretanto, que o fora na primeira metade do século XVIII, proximidade de 1750".

Alguns autores, no entanto, acham que antes mesmo da edificação da pequena igreja já existia ali um arraial habitado por cerca de 50 pessoas.

Não obstante a escassez de documentos, pode-se afirmar que a presença de Ferreira Dessa e a edificação do pequeno templo muito influíram nos primórdios da vida social do povoado. Natural de Bom Conselho (Pernambuco), conta-se que este cidadão era ainda muito moço quando ali foi residir, pois talvez não contasse mais de 35 anos. Pela sua vida exemplar e por suas virtudes, conseguiu, em pouco tempo, exercer influência e implantar no espírito dos habitantes do arraial os preceitos da doutrina cristã.

Manoel Ferreira Dessa já em 1830 era morador desta localidade e construíra um engenho de rapadura, onde hoje é a Rua do Engenho Velho. Foi de sua ação o crescimento de Capela que procurava se tornar independente de Atalaia.

De 1850 a 1890, a população muito lutou através de abaixo-assinados para a criação do município junto ao Governo da Província. Finalmente em 16 de outubro de 1890 o então Governador Pedro Paulino criou o município desmembrando de Atalaia, elevando-o à categoria de Vila. O município tomou o nome de Paraíba, mas a 10 de junho de 1904, a sede do município foi instalada em Cajueiro com o nome de "Euclides Malta".

Elevado à categoria de vila com denominação de Capela, pelo decreto estadual nº 52, de 16-10-1890, desmembrado de Atalaia. Sede na povoação de Capela ou Paraíba. Instalado em 30-11-1890.

Pela lei estadual nº 427, de 10-06-1904, transfere a sede da povoação de Capela para de Cajueiro com a denominação de Euclides Malta.

Pela lei provincial nº 499, de 26-11-1868, é criado o distrito de Arrasto e anexado aomunicípio de Euclides da Malta.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila de Euclides da Malta ex-

Capela é constituído de 3 distritos: Euclides da Malta, Paraíba e Arrasto.

Pelo decreto estadual nº 571, de 30-07-1912, foram restabelecidos a sede de Capela com a denominação de Paraíba.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Paraíba, pela lei estadual nº 805, de 02-06-1919.

Nos quadro de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920, o município de Paraíba aparece constituído de 3 distritos: Paraíba, Cajueiro e Capela.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município já denominado Capela é constituído de 2 distritos: Capela e Cajueiro.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 3 distritos: Capela, Cajueiro e Santo Efigênia.

Pelo decreto-lei estadual nº 2909, de 30-12-1943, o município de Capela passou a denominar-se Conceição da Paraíba.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 3 distritos: Conceição da Paraíba ex-Capela, Cajueiro e Santa Efigênia.

Pela lei estadual nº 1473, de 17-09-1949, o município de Conceição da Paraíba volta a denominar-se Capela.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 3 distritos:

Capela ex-Conceição da Paraíba, Cajueiro e Santa Efigênia.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.

Atalaienses Ilustres