Alunos do CEPP e da Sala de Robótica participaram da prova teórica da OBR

Edição e Fotos: Phablo Monteiro 03/06/2017 08:00  Cidade


Na manhã desta última sexta-feira, dia 02 de junho, alunos do Centro Educacional O Pequeno Príncipe e da Sala de Robótica participaram de uma prova da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), na modalidade teórica. Foram 36 alunos do CEPP e 07 alunos da Sala de Robótica que responderam as questões de uma prova escrita preparada por uma Comissão de Professores da OBR. Essa modalidade é realizada em uma única fase e a prova é simultânea em todas as escolas participantes do país.

A Olimpíada Brasileira de Robótica é uma das olimpíadas científicas brasileiras apoiadas pelo CNPq, que utiliza-se da temática da robótica – tradicionalmente de grande aceitação junto aos jovens – para estimulá-los às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.

A robótica é considerada uma importante área estratégica para o país, no caminho para o seu desenvolvimento. A expectativa é que a robótica tende a se tornar uma das dez maiores áreas de pesquisa na próxima década. Apesar de ser uma área em franca expansão no mundo, infelizmente o Brasil tem se situado de forma ainda precária no desenvolvimento dessa área. No município de Atalaia, existem algumas instituições de ensino que já trabalham com a Robótica Educacional, a exemplo da Sala de Robótica que tem uma parceria para funcionar no prédio do CEPP.   

“A Robótica Educacional ajuda os alunos a pensar, a raciocinar, a criar e a desenvolver aquilo que o lado teórico lhe ensina. Muitas pessoas têm a impressão que a robótica é só confecção de um robô, o que na verdade não é, pois na criação desse robô existem outros objetivos para demonstrar a importância do que estão criando. Os alunos através da Robótica Educacional são estimulados a produzirem o novo. Hoje a educação do século XXI requer realmente cabeças pensantes e os nossos adolescentes precisam desenvolver isso. Digo que temos escolas do século IXX, com professores do século XX e com o grande desafio de atingir as crianças e adolescentes do século XXI”, destacou a Educadora e proprietária do CEPP Maidy Rocha, lembrando ainda que foi o Centro Educacional O Pequeno Príncipe em parceria com a Sala de Robótica, que tomou a iniciativa pioneira de implantar a Robótica Educacional em uma instituição de ensino particular no município.

Segundo o professor e sócio-proprietário da empresa Sala de Robótica, Hyago Henrique, a Robótica Educacional vem se tornando fundamental para aumentar o desenvolvimento e o interesse dos alunos em todas as disciplinas. “Esses alunos aprendem de uma forma divertida, utilizando as provas da OBR e os desafios da parte prática da robótica. Mostrando que as disciplinas como física e matemática, que muitos acham chatas, não é bem assim, pois eles se divertem utilizando conhecimentos dessas disciplinas no aprendizado da Robótica Educacional. Com isso há esse aumento significativo no desenvolvimento desses alunos”, destacou o professor.

Com um pouco mais de um ano e quatro meses de funcionamento, a Sala de Robótica, que é um projeto pioneiro no interior do Estado de Alagoas, já vem mostrando significativos resultados. “Empreender com robótica no interior é um trabalho difícil e minucioso. Com esse pouco tempo de experiência que já temos, conseguimos importantes resultados e continuamos o planejamento para obter resultados maiores em cada ano. Nosso objetivo é disseminar cada vez mais a Robótica Educacional tanto no município, quanto em todo o Estado, mostrando que isso traz resultados maravilhosos, a exemplo das equipes do SESI em Alagoas”, informou o professor Hyago Henrique.

Os alunos que obtiverem as maiores notas em cada nível de prova aplicada, serão premiados com medalhas e certificados.

 

Notícias Relacionadas