Vereador Alexandre Tenório é reeleito presidente da Câmara de Atalaia para o biênio 2019/2020

Edição e Fotos: Phablo Monteiro 17/10/2017 23:30  Cidade


A Câmara Municipal de Atalaia reelegeu na manhã desta terça-feira (17), durante a sessão ordinária, a sua Mesa Diretora para o biênio 2019/2020. Com um ano de antecedência, a eleição está de acordo com Regimento da Casa e foi uma solicitação feita pela maioria dos vereadores ao Presidente Alexandre Tenório. A antecipação de eleição para Mesa Diretora é prática comum em todo Brasil e um exemplo mais recente ocorreu na Câmara de Vereadores de Maceió, onde em 28 de junho deste ano, aquela Casa de Leis reelegeu o seu atual presidente, o vereador Kelmann Vieira.

Na eleição para composição da Mesa Diretora foram apresentadas duas chapas. A primeira, denominada “Por um Legislativo junto ao Povo”, era composta pelos vereadores Alexandre Tenório – PR (Presidente), Marcos Rebollo – PRTB (Vice-Presidente), Toni Barros – PV (1º Secretário), Neide Miranda – PSDB (2º Secretário), Ricardo Calheiros – PRTB (1º Suplente) e Marivaldo Souza – PPS (2º Suplente). A segunda chapa contou com a presença apenas do vereador Quinho do Portão – PSB, concorrendo ao cargo de Presidente.

A chapa 1 foi reeleita com um placar esmagador de 9 votos. A única mudança na próxima Mesa Diretora é a presença do vereador Toni Barros na 1º Secretaria, substituindo assim o atual ocupante desta função, o vereador Anilson Júnior. A chapa 2 contou com 1 voto. Como antes da votação o presidente explicou que quem fosse contra, deixasse em branco, houve ainda 2 votos em branco, ou seja, 2 votos contra, que posteriormente foram declarados pelas vereadoras Janaína do Cal e Camyla Brasil. O vereador Fernando Vigário não participou da votação e justificou sua ausência à Mesa Diretora, alegando problemas de saúde na família.

Presidente reeleito para o biênio 2019-2020, o vereador Alexandre Tenório, agradeceu a confiança dos parlamentares da Casa e frisou o trabalho que vem sendo desenvolvido na Câmara com a atual gestão. “A eleição seguiu integralmente o Regimento Interno da Casa, que prevê a votação da Mesa Diretora do segundo biênio, em outubro do primeiro ano Legislativo. Estamos em um parlamento democrático e respeitamos a posição de cada um. Vamos continuar nosso trabalho com a mesma postura, com compromisso e transparência, sempre em prol da sociedade atalaiense. Sempre estaremos abertos ao diálogo e em manter a harmonia da Casa e a harmonia entre os poderes”, destacou.

Em seu primeiro mandato, o vereador Quinho do Portão explicou sua candidatura como uma alternativa para uma Câmara mais transparente. “Fiz minha parte e preferi não participar de uma eleição com uma chapa única, até porque ter uma outra opção de escolha é importante na política, pois nada nessa vida pode ser unanimidade. Propus a mudança diante de uma crise existencial que atinge todo o país, onde a população já vive saturada dessas coisas que envolvem esse meio. Minha mensagem não foi aceita e respeito a opinião de cada um dos meus pares”, destaca Quinho.

Em seu discurso na Tribuna, a vereadora Camyla Brasil fez a justificativa de seu posicionamento. “Parabenizo a chapa eleita, desejo votos de que conduzam os trabalhos da melhor forma e que aqueles pormenores que precisam ser ajustados, sejam ajustados. Continuo sendo parceira desta Casa, parceria do povo. Ou seja, tudo o que for de beneficio para o povo vai ter o apoio desta vereadora. Meu posicionamento não foi nada pessoal com ninguém, mas realmente eu achei uma eleição de forma precipitada e uma eleição que não era o momento para acontecer. Em função disso, exerci a minha cidadania e votei, mas votei contrário as duas chapas apresentadas, até porque o meu posicionamento era com relação a eleição”, comentou.

Durante a sessão, os vereadores usaram a Tribuna para parabenizar a chapa reeleita, destacando o pleno exercício da democracia na Casa que representa a população atalaiense.

Galeria de Fotos

Notícias Relacionadas