Campanha de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes mobiliza escolas em Atalaia

Edição: Phablo Monteiro - Fotos: Divulgação 15/05/2018 15:00  Cidade


A equipe do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), iniciou na manhã desta terça-feira (15), um ciclo de palestras em escolas localizadas no município de Atalaia, com o objetivo de mobilizar a comunidade escolar sobre a problemática da exploração sexual. O trabalho faz parte da campanha iniciada nesta última segunda-feira, que visa o enfrentamento ao abuso sexual de crianças e adolescentes.

A coordenadora do CREAS, Larissa Omena, avaliou a importância de levar essa campanha para dentro do ambiente escolar. “Estaremos realizando essas ações nas escolas do município, com o intuito de alertar nossa população sobre o tema e informar quais os meios de denúncias. Quanto ao critério de escolha das escolas, a equipe fez um levantamento de acordo com os casos de atendimentos pelo CREAS no ano de 2017”, destacou.

A primeira Escola visitada foi a Floriano Peixoto, pertencente a rede estadual, onde além de palestra e de uma apresentação musical do grupo de adolescentes assistidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), os alunos assistiram ao filme brasileiro, O Silêncio de Lara, que conta o drama de uma adolescente de 14 anos que sofre abuso sexual desde a infância e resolve acabar com o segredo que a angustiava.

Na parte da tarde, a equipe do CREAS esteve visitando a Escola José Martins de Almeida, localizada no Distrito Branca, onde além de ministrarem uma palestra com o tema abordado, levaram o grupo teatral Atuar, do Centro Educacional O Pequeno Príncipe (CEPP), para uma apresentação especial aos alunos.

Além dessas unidades de ensino, o CREAS realizará palestras nas seguintes escolas: Antônio Amâncio (dia 16), Suzana Craveiro (dia 16), Antônio Vieira (dia 17) e Francisco Pontes (dia 17).

Já na próxima sexta-feira, dia 18, Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, será realizada uma grande mobilização, com uma caminhada pelas ruas da cidade, com concentração a partir das 08 horas, em frente ao Clube Social Atalaiense. O evento contará também com apresentações culturais organizadas pelo SCFV e com as presenças de autoridades municipais, a exemplo do prefeito Chico Vigário, da secretária de Assistência Social Crislannie Medeiros, entre outras.

A campanha se estenderá até o dia 22 de maio, quando o CREAS estará visitando o CEPP, para uma apresentação sobre o tema.

Por que 18 de Maio?

Nesse dia, em 1973, uma menina capixaba de Vitória – ES, foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada numa orgia imensurável. O corpo apareceu seis dias depois desfigurado por ácido. Os agressores jamais foram punidos. O movimento em defesa dos direitos da criança e adolescente, após uma forte mobilização, conquistou a aprovação da Lei Federal 9.970/2000 que institui o 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Disk 100

Vinculado à Secretaria de Direitos Humanos, o Disque 100 é um serviço que oferece proteção a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual. Ele atua como meio de comunicação entre a população, que faz a denúncia, e o poder público, que tem a responsabilidade de apurar os fatos, proteger o menor e punir o criminoso.

 

Notícias Relacionadas