Apenas 0.8 décimos separaram a Junina Sanfona do Rei do acesso ao Grupo Especial em 2019

Edição: Phablo Monteiro - Fonte: Liqal e Página Facebook Cultura.AL 01/07/2018 12:00  Cidade


Ainda não foi dessa vez que Atalaia voltará a ter representante no Grupo Especial do Alagoano de Quadrilhas Juninas. Segunda Quadrilha a se apresentar na grande final do Grupo de Acesso, realizado na noite deste sábado, dia 30 de junho, a Junina Sanfona do Rei, apesar da linda e empolgante apresentação, não conseguiu convencer os jurados de que merecia uma das quatro vagas que garantiria o seu acesso à primeira divisão em 2019.

Incríveis 0,8 décimos separaram a representante atalaiense da quarta colocada. Foram 148.1 para a Sanfona do Rei e 148.9 para a Junina Canarraiá. O resultado demonstra que apesar do objetivo não ter sido alcançado, a Junina que fez a sua estréia esse ano no Circuito Alagoano e que foi formada pela iniciativa de ex-quadrilheiros da antiga Asa Branca, está no caminho certo para recolocar nossa cidade novamente na elite do Alagoano.

O terceiro lugar ficou com a Junina Renascer do Sertão com 149.1 pontos. Com um empate em 149.6 pontos, campeã e vice-campeã só foi definido no critério de desempate. Sendo escolhido o critério do figurino para o desempate, a Junina Fazendinha se sagrou campeã e a Junina Falamansa ficou com a segunda colocação.

Para esta disputa, a Junina Sanfona do Rei contou a história da ida de Luiz Gonzaga ao Rio de Janeiro em busca de sucesso e traçando um paralelo sobre os desafios dos retirantes que vão ao sul a procura de emprego e melhores condições de vida.

Confira a apresentação da representante de Atalaia, transmitida ao vivo pelo Facebook através da página Cultura.AL:

 

Notícias Relacionadas